NOTÍCIAS DA ASSEMBLEIA

Líderes parlamentares cobram atenção do governo para geração de energia

Notícias | Publicado em: 06/04/2021

No horário destinado aos líderes parlamentares, na sessão ordinária que aconteceu nesta terça-feira (06), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, pronunciaram-se os deputados Hermano Morais (PSB), Cristiane Dantas (SDD) e Francisco do PT. O conteúdo dos pronunciamentos girou em torno da economia e geração de energia, bem como a situação da educação com a retomada das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas.

O deputado Hermano Morais focou o discurso dele nos investimentos na área de geração energia, que, de acordo com ele, o RN tem potencial enorme de desenvolvimento na área. “Diante desse potencial, provocado pela incidência de vento e energia solar, nós temos que criar infraestrutura para que não haja interrupção de investimentos, que, por sinal, já tem atraído bilhões de reais para o estado. Há diversas empresas que vêm se instalando aqui. Nós temos uma nota técnica onde coloca-se uma situação que, se não for modificada, poderá prejudicar projetos. É importante que toda a nossa bancada possa estar unida nesse propósito”, justificou.

Ele explicou que, pela nota técnica emitida, alguns estados incluindo o Rio Grande do Norte, poderão ser prejudicados por falta de linha de transmissão. “Nós temos que buscar caminhos para que não se interrompa esse tipo de investimento no RN, que tem se destacando na área de geração de energia”. Com isso, ele pediu para que a bancada potiguar federal, junto com o Governo do Estado, fique atenta a essa questão.

Já a deputada Cristiane Dantas destacou que o RN já tinha uma das piores notas do País no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) antes da pandemia. E, segundo ela, em 2020, com aulas remotas ou a ausência de aulas, há uma grande lacuna na educação no estado. “O novo decreto expedido pelo Governo do Estado, que autorizou que as escolas privadas até o 5º ano pudessem retomar as aulas, deixou a desejar no sentido da exclusão dos alunos dos outros anos letivos e não inclusão da escola pública”, opinou.

“Eu vejo uma forma de exclusão e a preocupação é maior com as escolas públicas. As crianças estão se amontando nos sinais, nas ruas, pedindo dinheiro, comida. Se as crianças não têm escolas, elas vão para a rua, porque não tem também o alimento”. Ela mencionou ainda o Projeto de Lei que viabiliza a priorização das vacinas para os professores, tanto da rede pública quanto da rede privada.

O parlamentar Francisco do PT também tocou no assunto da educação no RN. “Eu queria muito que as realidades das escolas públicas e privadas fossem iguais, as condições de trabalho, a estrutura física. Esse é um debate complexo. É verdade que as restrições para combate da pandemia têm ocasionado prejuízos à educação, aprofundando, sobretudo, a desigualdade”.

Ele contestou a deputada Cristiane Dantas explicando que as aulas não estão totalmente paradas ou suspensas. “Os professores da rede pública têm trabalhado no regime remoto. Infelizmente, nem todos os alunos e escolas têm acesso à internet, mas também não é correto dizer que as aulas estão totalmente suspensas”.

Francisco do PT destacou também que os alunos e alunas da escola pública ano passado receberam kits de alimentação e a previsão é que agora no mês de abril voltem a receber.  E enfatizou que, não é só a estrutura dentro das escolas com protocolo de biossegurança que precisa ser planejada, mas “também há riscos no transporte coletivo que os estudantes necessitam para se dirigirem à escola, por isso a necessidade de garantir também essa segurança”.

 

Álbum Relacionado

AL - Sessão Ordinária. 06.04.2021 Ft. Eduardo Maia

VOLTAR