NOTÍCIAS DA ASSEMBLEIA

George Soares critica mensagem anual do executivo Estadual

Notícias | Publicado em: 07/02/2018

O deputado George Soares (PR) criticou, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (7), a mensagem anual do Executivo Estadual lida ontem (6) pelo governador Robinson Faria durante sessão solene que marca a abertura dos trabalhos legislativos. George Soares fez severas críticas ao conteúdo do texto e questionou qual seria o desejo do governador com tais palavras.

“O que deseja o governador com essas linhas? Que achemos que foi gozação com o parlamento? Gozação com o povo? Erro do redator? Preferia que ninguém tivesse ouvido os devaneios e poderíamos ter sido poupados das infelizes palavras”, desabafou George Soares.

O parlamentar citou trechos da mensagem, entre eles o que se refere aos projetos de interesse do Governo que foram encaminhados a Assembleia Legislativa. George ressaltou que, diferente do que foi dito pelo governador, os projetos não chegaram à Casa em 2015. “Em 2015 o Governo encaminhou apenas o projeto da Previdência complementar dos servidores e depois pediu para retirar”, portanto não cumpriu com a verdade.

George Soares falou ainda que a mensagem deveria estar recheada de verdades e respostas aos anseios do povo do Rio Grande do Norte e repercutiu ainda uma frase do governador que dizia que “existe um Rio Grande do Norte que não conhece o Rio Grande do Norte”, além de ter comentado sobre a falta de segurança pública no Estado.

“A segurança foi o tema de campanha do governador. Ele sempre disse que essa seria sua prioridade, mas vivemos em um caos não só na capital, como no interior do Estado”, falou George que destacou também os investimentos citados na Saúde. “É muito dinheiro para pouco resultado. Pergunto as mais diversas regiões, o atual governo priorizou essa pasta? como estão os hospitais regionais? Em Assu, faltam médicos, insumos e não se faz mais cirurgias, nem nasce ninguém por lá”, acrescentou.

Aparteado pelos demais deputados, George Soares disse que a opinião é compartilhada pela maioria dos deputados. O deputado Raimundo Fernandes (PSDB) classificou a mensagem como desastrosa. “A mensagem não tinha conexão. Robinson precisa respeitar o passado histórico do Estado quando fala em saldo do Ipern. O governador precisa procurar saber quanto o Governo anterior economizou nas contas do RN e o apoio da Assembleia aos Governos. Ele é culpado pela crise no Rio Grande do Norte”, disse.

Larissa Rosado (PSB) e Marcia Maia (PSDB) esperavam que a mensagem fosse focada no planejamento para 2018, mas para as deputadas, foi uma prestação de contas. “O governador fala de herança maldita dos demais governos, mas não reconhece os programas que foram deixados e que ele mudou de nome, como o RN Sustentável, planejado e criado na gestão da ex-governadora, Rosalba Ciarlini, e que ele mudou de nome para RN Cidadão”, disse Larissa, referindo-se ao projeto financiado com recursos do Bando Mundial.

Os deputados Gustavo Carvalho (PSDB) e Ricardo Motta (PSB) também comentaram a mensagem e falaram do pacote de medidas enviado pelo Governo e ressaltou que muitas medidas eram impopulares e incompletas, por isso não foram aprovadas pelos parlamentares.

VOLTAR